A sua relação com o trabalho

Uma das principais preocupações dos doentes que vão ser submetidos a um tratamento contra o cancro é o que vai acontecer com o seu trabalho. Posso continuar a trabalhar? Terei que parar? Sou obrigado a dizer aos meus chefes?

Não existe uma única resposta para estas perguntas, nem é possível responder antes de se iniciar tratamento. Tudo depende de como o doente se sente antes, durante e depois de travar o cancro. É possível que não se sinta bem e decida parar temporariamente de trabalhar. Outras pessoas podem manter o seu trabalho habitual ou solicitar redução de horário.

De qualquer modo, decida o que decidir, é razoável informar, até onde considerar oportuno, os seus chefes da sua condição.

É importante que se sinta bem no seu trabalho e que encare com otimismo o decurso do seu tratamento.

Não obstante, lembre-se que tem direito a continuar de baixa enquanto o médico entender, nem tem de se sentir culpado nem menos útil por não estar a trabalhar.



Copyright © 2018 Todos os direitos reservados. Merck Sharp & Dohme Corp.,uma subsidiária da Merck & Co., Inc. Kenilworth, NJ, USA, conhecida fora dos EUA e Canadá como MSD. Os conteúdos disponibilizados nesta página
Web são informação de carácter geral e não substituem em nenhum caso as consultas, tratamentos ou as recomendações do seu médico. ONCO-1250257-0000 03/2018