Diagnóstico do Cancro do Rim

Diagnóstico do Cancro do Rim

Os sinais e sintomas podem fazer com que o cancro do rim seja descoberto, mas serão sempre necessários exames complementares de diagnóstico para confirmar a suspeita.

História clínica e exame físico

O médico irá precisar de saber a sua história clínica para melhor compreender os seus fatores de risco e saber mais pormenores sobre os seus sintomas.

Análises sanguíneas e urinárias

Não comprovam a existência ou não de cancro do rim mas dão, muitas vezes, as primeiras pistas de problemas renais. Além disso, são importantes para se avaliar o bem-estar da pessoa em questão.

Tomografia Computorizada (TAC)

É um tipo especial de raios-X que obtém imagens detalhadas para ver se o cancro se estendeu para outros locais além do rim.

Ressonância Magnética Nuclear (RMN)

As RMN utilizam ondas de rádio e magnetes fortes para obter imagens muito detalhadas. As RMN podem ser utilizadas para saber mais quanto ao tamanho do cancro e procurar outros tumores.

Ultra-sonografia

Este exame ajuda a encontrar possíveis massas no rim e se estas são sólidas ou líquidas.

PET

Neste teste é administrado um tipo especial de açúcar que pode ser visualizado no interior do seu corpo usando uma câmara especial. Quando existe cancro, o açúcar torna mais brilhantes os locais afetados. Este teste pode ser útil se o médico suspeita que o cancro se espalhou a outras partes do corpo.

Radiografia ao tórax

Podem ser realizadas radiografias para avaliar se o cancro envolve os pulmões.

Cintilografia óssea

Este exame ajuda a avaliar se o cancro se espalhou para os ossos.

Biópsia ao rim

É retirado um pequeno pedaço de tecido tumoral para depois ser analisado no laboratório e confirmar o tipo de cancro.

Estadiamento

A forma mais comum através da qual os médicos estadiam o cancro do rim é o sistema de estadiamento TNM:

  • T (TUMOR) – descreve o tamanho do tumor
  • N (NÓDULOS) – descreve se o cancro se espalhou para nódulos linfáticos
  • M (METASTASES) – descreve se o cancro se espalhou para outras partes do corpo

Os números e letras após as letras T, N e M dão mais detalhes sobre cada fator. Quanto mais alto é o número, mais avançado é o cancro.

Depois de o TNM estar definido percebe-se em que estadio está a doença. O estadio mais baixo é o 0 e o mais alto é o IV (4).

O estadiamento é definido com base nas análises e exames de diagnóstico que foram feitos.

É também possível que o seu médico estadie o carcinoma de células renais em função risco (classificação IMDC) podendo ser de risco favorável, intermédio ou desfavorável.

PT-KEY-00237 04/2020

msd Com o apoio de: Associação de enfermagem oncológica Portuguesa Associação Portuguesa de Luta Contra o Cancro Associação Portuguesa de Urologia Europacolon Portugal – Apoio ao Doente com Cancro Digestivo Grupo Português Génito-Urinário Liga Portuguesa contra o cancro Sociedade Portuguesa de Anatomia Patológica