Cancro Colorretal - Fatores de risco

Fatores de Risco do Cancro Colorretal

Atualmente, conhecem-se alguns fatores que podem aumentar o risco de vir a desenvolver cancro colorretal. Existem fatores de risco que não podem ser alterados como a idade, características genéticas ou a história familiar de cancro.
Contudo, há fatores modificáveis como o consumo de tabaco ou álcool, pouco exercício físico, a alimentação e o excesso de peso.

Cancro Colorretal - Fatores de risco

Cancro nos Intestinos: Causas Modificáveis

  • Sedentarismo: Indivíduos com um estilo de vida sedentário têm maior risco de desenvolver este tipo de cancro e é independente do peso. Sendo este um fator de risco modificável, recomenda-se a realização e atividade física 3 ou mais vezes por semana.
  • Alimentação: Sabe-se que uma alimentação rica em carnes vermelhas e gorduras e pobre em fibras aumentam o risco de cancro colorretal. O consumo de alimentos ricos em fibras pode ter um efeito protetor e, por isso, é aconselhada uma alimentação variada que inclua e privilegie o consumo de vegetais de fruta.
  • Obesidade: O excesso de peso aumenta o risco de desenvolver cancro colorretal.
  • Tabaco e álcool: O consumo destas substâncias aumenta consideravelmente o risco de desenvolvimento de cancro colorretal.

Cancro nos Intestinos: Causas não Modificáveis

  • Idade e Género: O risco de cancro do colorretal aumenta com a idade. A grande maioria dos doentes com este tipo de cancro tem mais de 50 anos e afeta mais homens do que mulheres.
  • História pessoal de doença do intestino: Ter antecedentes de pólipos, cancro do intestino, cancro do útero, cancro do pâncreas, cancro do ovário ou doença inflamatória intestinal (colite ulcerosa e doença de Crohn) aumenta o risco de vir a desenvolver cancro colorretal.
  • História familiar e fatores genéticos: Pessoas com síndromes genéticas como polipose adenomatosa familiar ou com síndrome de Lynch têm um risco muito aumentado de vir a sofrer de cancro colorretal. Ter história familiar com vários casos de cancro colorretal (particularmente se afetou pais e/ou irmãos) também aumenta o risco. Ainda assim, importa salientar que cerca de 85% dos casos de cancro colorretal surgem sem qualquer relação com a história familiar.

PT-KEY-00579 05/2021

msd Com o apoio de: Associação de enfermagem oncológica Portuguesa Associação Portuguesa de Luta Contra o Cancro Associação Portuguesa de Urologia Europacolon Portugal – Apoio ao Doente com Cancro Digestivo Grupo Português Génito-Urinário Liga Portuguesa contra o cancro Sociedade Portuguesa de Anatomia Patológica
Audiolivro